ARTIST ROSTER TOUR DATES NEWS HOME

"Family Show": Caetano Veloso

< Back

Monday January 15, 2018

From Correio

Em ‘Show Familiar’, Caetano e Filhos Celebram a Música e o Passar do Tempo
By: Marília Moreira

“Ter filhos foi a coisa mais importante da minha vida adulta”, diz Caetano.

“Quero cantar com eles pelo que isso representa de celebração e alegria, sem dar importância ao sentido social da herança”. É assim que Caetano Veloso, 75 anos, sintetiza o show que apresenta ao lado dos três filhos – Moreno, 44, Zeca,25, e Tom, 20 – amanhã, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves.

O “show familiar” chega a Salvador depois de estrear no Rio de Janeiro, em outubro, e de passar por São Paulo e Porto Alegre. Para Zeca, tudo “começou de maneira despretensiosa, com um clima de projeto pequeno e que podia não durar muito”. “Depois da estreia foi que o show cresceu, também para nós”, conta. Tanto assim que já virou um disco e um DVD, que devem ser lançados ainda neste primeiro semestre.

A estreita relação entre os quatro se mostra também em um repertório fluido, tocado de forma “acústica e singela”. Canções como Alegria, Alegria, Leãozinho, Oração ao Tempo, Reconvexo e Força Estranha são cantadas ora pelos quatro, ora em duetos, ora por um ou outro. Para Caetano, as faixas escolhidas eram “impossíveis de serem descartadas”. Exemplo também de Ofertório, música composta por ele em homenagem à mãe, Dona Canô, e que acabou batizando o disco e o DVD da turnê.

“Quando tivemos o show gravado é que decidimos pensar em um nome e meu pai escolheu esse. Ofertório é o nome do hino composto por ele para o momento do ofertório, feito para missa de 90 anos de minha avó Canô. Está no show, quase no exato meio. É um nome bem escolhido. Nosso show é uma oferta que é dada, e ele tem também algo de espiritual”, comenta Zeca, ao lembrar que todo o repertório foi sendo formado desde os primeiros encontros em que começaram a falar sobre o projeto, e passou por mudanças durante os dois meses de ensaio.

Considerado um dos grandes shows do ano passado, o espetáculo é um intenso elogio ao tempo, à música, à família e ao amor. “Creio que não somos uma família de músicos, como há tantas, dado o caráter comprovadamente genético do talento musical, mas seguramente somos músicos de família”, diferencia Caetano.

Read an interview with Caetano about the show here